A água da torneira

Queixas do gosto da Água

Todos são unânimes em reconhecer que as mais evidentes das suas características são certamente o seu mau gosto, ou como costumam dizer: sabe a lixívia, entre outros produtos de tratamento. Em pessoas mais sensíveis, conseguem sentir que é uma água mais pesada devido ao calcário existente na mesma.

O seu consumo não é agradável e ainda pode adulterar o sabor de bebidas como chá, café, sumos, ou mesmo de alguns cozinhados.

CLORO – O Mais Famoso Produto de Tratamento de Água

O Cloro é considerado um super oxidante, por isso é eficiente a matar micróbios e bactérias que não se podem desenvolver nestes meios. Este produto é adicionado à água para que esta seja “potável”.

Estudos Americanos recentes confirmam mais uma vez a sua influência prejudicial na saúde.

O cloro é um produto químico tóxico que foi usado para desinfetar água potável por quase 100 anos.

É econômico e mata muitas bactérias, incluindo aquelas que causam a febre tifoide, cólera e disenteria.

Infelizmente, também é um veneno que tem muitos efeitos colaterais no corpo humano.

O cloro reage com substâncias naturais, como a decomposição de plantas e materiais de origem animal, normalmente presentes na água para criar trihalometanos (THM).

Estes THMs desencadeiam a produção de radicais livres no organismo, são altamente cancerígenos, e causam danos celulares.

COZINHAR COM ÁGUA DA TORNEIRA

A maior parte dos consumidores de água mineral cozinham, por razões de custo e transporte, com água da torneira. Eles consomem deste modo quantidades não negligenciáveis de produtos tóxicos de que desejam proteger-se ao comprar água mineral.

É lamentável que os consumidores avisados façam o esforço de comprar alimentos de boa qualidade e os preparem com água calcária, com cloro, alcalina e oxidada com um potencial vital tão fraco.agua-menina

E AO FERVER MELHORA?

Ferver água destrói as eventuais bactérias mas não elimina qualquer dos elementos indesejáveis (cloro, nitratos, pesticidas). Acresce ainda que sob o efeito do calor o carbonato de cálcio precipita-se e transforma-se em tártaro.

Exemplos:. Experiências científicas demonstraram que a água calcária com pH básico prejudica a assimilação dos alimentos. Com efeito, observou-se nos excrementos dos animais de criação que bebem uma água dura, uma elevada presença de proteínas e de sais minerais. A concentração destes elementos é fraca nos excrementos dos animais alimentados de maneira idêntica, mas bebendo água pura. O cloro, destruindo os micróbios e as bactérias da água, tem o mesmo efeito sobre a flora intestinal.

A ÁGUA ALTERA NOS CANOS

À saída da estação de tratamento, a qualidade microbiológica da água é garantida pela ausência de bactérias e de germes patogénicos. No entanto, parece que micro organismos indesejáveis podem colonizar as canalizações e proliferar no interior da rede de distribuição.

BEBER ÁGUA CLORADA PODE CAUSAR PROBLEMAS NAS ARTÉRIAS

Uma vez que as artérias estão comprometidas, o colesterol LDL pode unir-se as suas paredes, levando à arteriosclerose e doenças cardíacas.

Cancro do rim, bexiga e vias urinárias são mais comuns em determinadas cidades, pois o cloro em excesso além das normas do governo é adicionado devido ao abastecimento de água estar muito poluída – canos antigos.

Não é incomum para o abastecimento de água municipal a ter níveis de cloro superiores aos recomendados como seguros para uma piscina.